cisalhamento do solo

ensaio de compressão

Sondagem de Solo

Sondagens e Ensaios de Campo

Sondagem a Trado (ST) com coleta de amostra

Sondagem a Percussão (SPT)

Sondagem Mista (SM)

Sondagem Rotativa (SR)

Poço de Inspeção de Pavimento (PI)

Ensaios de Umidade e Densidade in-situ

Coleta de Amostras Indeformadas e Deformadas

Ensaios de Laboratório

Preparação de amostras para ensaios de compactação, caracterização e umidade

Ensaios de Limite de Liquidez (LL) e Plasticidade (LP)

Determinação da Densidade Real dos Grãos

Análise Granulométrica (Peneiramento e Sedimentação)

Ensaio de Compactação (Proctor Normal, Intermediário e Modificado)

Determinação do Índice de Suporte Califórnia (CBR)

Classificação MCT (Miniatura Compactado Tropical)

Ensaio de Cisalhamento Direto

Controle Tecnológico

Camada Final de Terraplanagem

Controle de Deflexão de Camadas com Viga Benkelman

EN

O futuro não é o lugar para onde estamos indo, mas o lugar que hoje estamos construindo.

by Lúcia Helena

Toggle nav

Poço de Inspeção (PI) e Trincheira em Solo (TR) - Sondagens - Inspeção Visual e Retirada de Amostras.

foto - Poço de Inspeção (PI) e Trincheira em Solo (TR) - Sondagens - Inspeção Visual e Retirada de Amostras. por Departamento Técnico em 04/05/2018
255 17

Poço de inspeção em solo é uma escavação vertical, de seção circular ou quadrada, com dimensões mínimas suficientes para permitir o acesso de um observador para a inspeção visual das paredes e do fundo, bem como a retirada de amostras representativas, deformadas e/ou indeformadas.

A trincheira também é uma escavação vertical, porém de seção retangular, feita para se obter uma exposição contínua do solo num certo trecho do terreno. Esses Poços de inspeção deverão ser identificados pelas letras PI, seguidas de número indicativo.

As Trincheiras deverão ser identificadas pelas letras TR. Em cada obra, o número indicativo deverá ser sempre crescente e sequencial, independente do local, fase ou objetivo da sondagem.

Todas as restrições ambientais e normas de segurança deverão ser atendidas na perfuração de poços e das Trincheiras.


Execução do poço

A) A escavação do poço deverá ser iniciada após a limpeza superficial de uma área de 16 metros quadrados e a construção de uma cerca, no perímetro da área limpa, com mourões de madeira, com fios de arame farpado fixados nos mourões;

B) No caso de escavação de poço próxima a edificações ou em áreas urbanas, deverá ser mantido, ao redor do poço, um isolamento resistente e seguro contra o acesso de pessoas e animais, com dimensões de acordo com a área disponível, além da sinalização de advertência;

C) No perímetro da área cercada, deverá ser aberto um sulco para drenagem superficial que evita a entrada de água de enxurradas no poço;

D) A dimensão mínima do poço a ser aberto será de 1,10 m. A sua forma deverá ser de preferência quadrada, empregando-se seção circular, quando houver necessidade de maior segurança;

E) A execução deverá ser feita com picareta, enxadão e pá e prosseguirá normalmente até uma profundidade que possibilite lançar para fora o material escavado. Para o prosseguimento da escavação, deve ser instalado um sarilho munido de corda, para a entrada e saída dos trabalhadores e retirada do material escavado;

F) Durante as fases de execução e descrição, a Executora deverá manter uma corda de reserva estendida junto à parede do poço, firmemente fixada na superfície do terreno. Nas paredes do poço, deverão ser escavados degraus, dispostos segundo duas fileiras diametralmente opostas, que facilitem a escalação do poço com o auxílio da corda de reserva.

G) No caso de serem detectados quaisquer indícios de instabilidade, por menores que sejam, deverá ser imediatamente providenciado o escoramento das paredes do poço;

H) O escoramento a ser adotado deverá garantir a estabilidade nos trechos considerados instáveis, sem prejudicar a inspeção visual das paredes. Para tanto, o escoramento deverá ter aberturas retangulares, verticais, com largura suficiente para garantir o exame de toda sequência vertical do terreno;

I) Caberá ao Executor, a responsabilidade pelo fornecimento dos equipamentos de proteção individual – (EPI) requeridos, inclusive contra quedas acidentais, bem como a responsabilidade pela verificação da estabilidade das paredes do poço em execução, interrompendo os trabalhos de execução tão logo seja verificado indício de desmoronamento;

J) A Fiscalização opinará sobre a necessidade de dar continuidade ao poço, em casos de insegurança para o trabalho. Caso seu aprofundamento seja necessário, o escoramento será feito pelo executor com base em sua experiência nesse tipo de serviço;

K) Nos poços escavados em terrenos ricos em matéria orgânica, deverá ser providenciada ventilação forçada, de modo a expulsar eventuais emanações de gases tóxicos;

L) Todo solo retirado do poço deverá ser depositado ao seu redor, em ordem sequencial, de maneira a formar um anel, fora da área cercada, de tal forma que a distribuição vertical dos materiais atravessados fique reproduzida;

M) O controle da profundidade do poço será feito através de medida direta entre o fundo do poço e um ponto de referência na superfície do terreno natural;

N) Quando a escavação estiver a uma profundidade de 10 cm acima da cota prevista para retirada da amostra indeformada, deve-se evitar o pisoteamento do terreno sobrejacente à superfície do topo da amostra;

O) No caso de se atingir o nível de água, a sua profundidade será anotada após paralisação momentânea da operação de escavação. No caso de artesianismo, deverão ser registrados os níveis dinâmico e estático;

P) O nível de água deverá ser medido todos os dias antes do início dos trabalhos e na manhã seguinte após a conclusão do poço;

Q) O poço será considerado concluído nos seguintes casos;

  • Quando atingir a profundidade prevista pela programação dos trabalhos;
  • Quando houver insegurança para a conclusão dos trabalhos;
  • Quando existir, no fundo do poço, material não escavável por processos manuais.

R) Ao final de cada jornada de trabalho, a boca do poço deverá ser coberta por uma tampa, apoiada sobre um cordão de solo, que impeça a entrada de águas pluviais e de animais;

S) O reaterro do poço deverá ser feito com o solo proveniente da sua escavação, podendo ser solicitada a compactação manual do solo de preenchimento;

T) Para efeito de identificação, no local do poço, deverá ser cravada uma tabuleta contendo, no mínimo, os seguintes dados:

  • Número do poço;
  • Profundidade;
  • Cota da boca, quando fornecida.


Execução da Trincheira

Para a abertura da trincheira devem ser observados os mesmos procedimentos descritos para o poço. Deverá ter largura mínima de 1 metro e comprimento de acordo com as necessidades de investigação.


Referências bibliográficas:

Manual de Sondagens. Boletim número 3, 5ª edição, S. Paulo: ABGE - Associação Brasileira de Geologia de Engenharia e Ambiental, 2013.



Leave a comment